CULTURA E VARIEDADES DESTAQUE PRAZERES DO INVERNO

Um livro e um cobertor

IMG_4754

Dê a si mesmo um tempo de tudo, para imergir em um novo mundo, feito apenas para você.

Dizem que quem lê, viaja. E é a mais pura verdade. O hábito da leitura nos transporta para outro lugar, outra cultura, outro mundo. Tirar um tempo do seu dia corrido para se dedicar a um livro pode se tornar um deleite, um instante único, do qual apenas você pode usufruir. “A leitura proporciona um momento só seu. Ir à livraria e escolher um livro para viajar com ele é um prazer incomparável. E é fundamental ter este momento individual”, opina Leandra Regina Otowicz, proprietária da Livraria Educativa, em Chapecó.

IMG_4729

Formada em Letras, a educadora entrou para o ramo há oito anos e percebe uma mudança latente em quem possui o hábito da leitura. “O conhecimento amplia. Desde o vocabulário até a apresentação da pessoa muda quando ela lê”.

IMG_4768Mesmo com tantos benefícios, o brasileiro continua a ler pouco. De acordo com a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizada pelo Ibope sob encomenda do Instituto Pró-Livro, o País tem cerca de 104,7 milhões de leitores, ou seja, apenas 56% da população. A média entre eles é de 4,96 livros por ano, deixando o Brasil na 27ª posição do ranking mundial. “O motivo disso é uma junção de fatores, que vai desde o custo do produto até a questão cultural. A verdade é que a leitura é um hábito que deve ser cultivado em casa e aprimorado na escola”, informa Leandra.

Como reflexo disso, apenas 27,4% dos municípios brasileiros possuem uma livraria, chegando a um número pouco superior a três mil unidades (dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE).

IMG_4730

Para Leandra, a livraria é um ambiente onde qualquer um possa se sentir a vontade para escolher, sentar, folhear e definir qual será a sua próxima aventura. E nisso os leitores se dividem em duas categorias: os pautados por indicações e os que não querem qualquer influência em suas decisões. “Percebo um marco no antes e depois do fenômeno Harry Potter. A literatura fantástica ficou muito mais forte depois desta saga e atraiu muitos leitores jovens, o que engrandeceu muito o setor (67% dos leitores brasileiros têm entre 18 e 24 anos). Mas, de uns tempos para cá, temos uma procura muito grande por literaturas mais romanceadas, principalmente entre o público feminino”.

IMG_4739

A educadora explica que romance é um tipo de literatura que conta uma história com começo, meio e fim, envolvendo personagens definidos e uma cronologia de tempo. Pode, portanto, ser histórias romanceadas ou não, pode ser policial, suspense. Já os romances românticos, como os do autor Nicholas Sparks, John Green e Jojo Moyes, são campeões de vendas.

Apenas com frequência, a leitura pode se tornar um costume e, assim, é desenvolvido o gosto e a criticidade. Para descobrir o seu, basta abrir o livro e ler.

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box