CULTURA E VARIEDADES

Trilha Sonora: Light Grenades – Incubus

1_incubus_reno

Fil Souza – advogado, músico amador, apreciador de um bom e velho disco | filsouza@hotmail.com | @filbsouza

Durante minha juventude, por muito tempo desbravei a internet e lojas de disco em busca de novidades, de experimentar coisas novas que, acima de tudo, me agradassem.

Por muitas vezes ouvi falar de uma banda chamada Incubus, tinha amigos que os idolatravam.

Confesso que ouvi uma ou outra música, até comprar esse disco, Light Granades. Lembro como se fosse hoje, ter ido à loja de discos da cidade para comprar um presente e, ao ouvir esse álbum, foi paixão à primeira ouvida, eu precisava levá-lo para casa comigo.

e332b27a4221427c92de74470254eca7

 

Nossa! A primeira faixa, vou confessar que não me agradou muito e não agrada até hoje, mas as demais, uma melhor que a outra. Não há nenhum padrão nas composições, não se segue fórmula alguma, isso sem contar com o lirismo aplicado às letras, que são verdadeiras poesias.

Realmente é um som um pouco mais pesado e diferente, mas não deixa de ser acessível, muito menos bom. Destaque para o ótimo vocalista, Brandon Boyd, que consegue exprimir todo o sentimento das músicas por meio de sua voz.  Isso sem contar com a sutileza e beleza das letras.

Sabe quando parece que o cara canta com a alma? Pois é, é mais ou menos isso que eu sinto quando escuto Incubus. Brandon não se contenta em ser apenas o vocalista, ele demonstra ser a alma da banda, conseguindo dar a intensidade necessária às canções, sabendo a hora de cantar suave e a hora de deixar tudo mais forte. Deixando os vocais em perfeita harmonia, tanto com o instrumental, quanto com as letras das músicas, que mesmo sem saber inglês e/ou sua tradução, só de ouvir o jeito que ele canta você já consegue ter uma ideia clara do que está querendo ser transmitido com aquilo.

Este é o sexto álbum de estúdio da banda Incubus, lançado em 2006. O disco estreou no nº 1 da Billboard 200, com vendas superiores a 165 mil cópias nos Estados Unidos só na primeira semana, sendo o primeiro disco da banda a atingir o nº 1.

Vale a pena conferir o álbum, sendo que as minhas favoritas são: “Dig”, “Anna Molly”, “Love Hurts”, “Earth to Bella” , “Oil and Water” e “Rogues”. Para ser bem sincero, tirando a primeira faixa todas são ótimas, é um disco que você escuta do início ao fim sem parar.

Essa banda entrou na minha vida no início da transição da vida acadêmica para a vida adulta, deixando os bancos da universidade e encarando a vida real e tem me acompanhado até os dias atuais. Por conta disso, sempre terá um espaço cativo na minha trilha sonora.

Para quem não sabe, Incubus é uma banda norte-americana de rock alternativo formada em Calabasas, Califórnia, que teve início nos anos 90, tocando covers de Metallica e Megath. Seus cinco membros são: Brandon Boyd (vocal e percussão), Mike Einziger (guitarra), Ben Kenney (ex-baixista oficial da Banda The Roots), Jose Pasillas (bateria) e DJ Kilmore (turntables e piano). O som dos caras mistura rock, eletrônico com hip-hop e funk, conseguindo assim um gênero alternativo.

A origem do nome “Incubus” vem de um tipo de demônio na mitologia. E curiosamente, assim como a minha banda adormecida (DECRIX), o nome foi escolhido ao acaso algumas horas antes do primeiro show.

Fica aí a minha dica para essa edição. Baixe, escute, ouça e depois, se for o caso critique.

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box