CULTURA E VARIEDADES

O México muito além das praias paradisíacas

tur-ruben-gutierrez

Por Clarice Bressani – Agente de viagens, Diretora da Nova Turismo e Eventos.

Quando você ouve a palavra México, é provável que a primeira coisa que lhe vem à mente é “sombreiro, tequila ou pimenta”. De fato, o México tem tudo isso, mas tem muito mais… e foi exatamente isso que descobrimos. No dia dois de setembro desse ano, junto com um grupo de 30 pessoas aqui da região oeste catarinense, embarcamos para uma viagem ao México, para conhecer um pouco mais desse encantador país. O México oferece aos visitantes uma rica história, culturas indígenas ancestrais, parques arqueológicos únicos, uma arquitetura medieval caprichosamente preservada, além claro, de sabores e cores, seja na sua gastronomia muito saborosa, nas suas cidades e centros históricos, ou nas suas pulsantes cidades metrópoles. Iniciamos nossa viagem pela capital do país, a Cidade do México, que tem tanto a oferecer que, independente do tempo que ficar por lá, você sairá com a sensação de ter deixado muito o que fazer para trás. Tivemos a oportunidade de conhecer sobre os Astecas, experimentar sabores exóticos, gastar energia subindo centenas de degraus nas Pirâmides de Teotihuacán. No Palácio Nacional, apreciamos os magníficos painéis de Diego Rivera. No Centro Histórico, conhecemos a Plaza de la Constituición, que abriga também a imponente Catedral Metropolitana de La Assunción de María. Visitamos o Museu Nacional de Antropologia, talvez um dos mais importantes do mundo, que guarda um acervo espetacular e único.

Na Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, considerada um dos maiores santuários católicos do mundo, que recebe anualmente mais de 20 milhões de visitantes, tivemos a oportunidade de celebrar uma missa numa das Capelas, onde o altar central compõe o cenário, tendo como pano de fundo a imagem original da Virgem de Guadalupe, padroeira do México e de toda a América Latina. Aliás, a fé do povo mexicano é realmente admirável. Seguimos para Guanajuato, uma das mais belas cidades mexicanas, classificada pela UNESCO como Patrimônio Mundial. Centro cultural e universitário, Guanajuato é palco de um festival de teatro anual que presta homenagem a Cervantes e das suas ruas coloridas irradia uma luminosidade irreal e festiva. Fundada no século XVI, quando se encontraram ricas veias de ouro e prata em seu subsolo, logo se tornou uma das mais ricas e produtivas minas do mundo. O centro histórico de Guanajuato possui um característico sabor europeu, com centenas de becos de pedras que sobem e descem a ladeira. As praças arborizadas estão cheias de cafés ao ar livre, museus, teatros, mercados e monumentos históricos. Os edifícios da cidade são um excelente exemplo da arquitetura colonial de estilo neoclássico e barroco. Uma rede de túneis subterrâneos corre debaixo da cidade para ajudar a controlar o fluxo do tráfego. Seguindo nosso itinerário, fomos a Guadalajara, segunda maior cidade do México e o lugar de nascimento dos mariachis e da tequila. A Catedral, localizada no coração da cidade, rodeada de praças em seus quatro cantos. Praça Guadalajara com fonte central, o Palácio do Governo, com uma bela fachada barroca, o Teatro Degollado e a Praça Tapatía que se estende por 800 metros até o Hospício Cabañas, também, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

E como não poderia deixar de ser, visitamos o Estádio Jalisco, onde o Brasil jogou a Copa de 70. Seguimos para Morelia, mais uma cidade mexicana classificada pela UNESCO como Património Mundial. É uma relíquia dos tempos coloniais. Caminhamos devagar pelo centro histórico, redescobrindo a cada instante a infinidade de pormenores que definem a arquitetura colonial. Antigos palácios transformados em hotéis, como a belíssima Posada de la Soledad, onde nos hospedamos. Visitamos ainda a Feira Artesanal, onde mergulhamos fundo nas cores e sabores daquela região. E para encerrar a jornada, voamos a Cancun, para desfrutar daquelas praias paradisíacas. Cancun é um dos principais destinos turísticos do mundo quando se pensa em praias. Basta andar por alguns metros de suas areias finas em perfeita harmonia com o mar azul-turquesa para ser conquistado pelo lugar. E como um dia escreveu Pablo Neruda: “O México é o último país mágico”. Ele tinha razão!

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box