SAÚDE E BEM-ESTAR

Novo Hospital Unimed Chapecó

07

Mais moderna estrutura do Sul do Brasil.

Com 13 mil metros quadrados de área construída e investimentos de aproximadamente R$ 100 milhões, a Cooperativa Médica inaugurou o novo Hospital Unimed Chapecó. A solenidade contou com a presença de médicos cooperados, autoridades e imprensa. A data também assinalou as comemorações do Dia do Médico. Com alto padrão tecnológico, o empreendimento está localizado na esquina das Ruas Barão do Rio Branco com Porto Alegre, ao lado da antiga estrutura da Unimed Chapecó.

O novo hospital reafirma a Cooperativa Médica de Chapecó em sua posição de um dos centros de referência em alta complexidade em saúde do País. “Inauguramos um dos hospitais mais modernos do Brasil. É um grande investimento para a saúde de Chapecó”, enfatizou o vice-prefeito Elio Cella.

A vice-governadora Daniela Reinehr parabenizou aos médicos pelo seu dia e à Unimed Chapecó por entregar à sociedade chapecoense e do Oeste um hospital de excelência. “Sabemos o quanto é difícil o trabalho dos médicos e toda a equipe de um hospital. Deixo o meu carinho e reconhecimento no exercício dessa função tão essencial. Temos, no Oeste, exemplos que o cooperativismo dá certo, desde o setor primário até na saúde e no segmento financeiro. Somos um modelo de trabalho que é aplaudido aonde vamos”.

O presidente da Unimed Federação do Estado de Santa Catarina e vice-presidente da Unimed do Brasil, Alberto Gugelmin Neto, destacou o sistema cooperativo. “Nós defendemos com toda a nossa crença o cooperativismo. É o modelo econômico mais justo e mais adequado para uma nação crescer. O cooperativismo na área da saúde nasceu no Brasil na cidade de Santos, em 1967, com uma pequena cooperativa de médicos. Ao longo desses mais de 50 anos, a Unimed cresceu e se espalhou pelo Brasil. Hoje, está presente em 84% do território nacional”, frisou.

Gugelmin salientou que dos 210 milhões de brasileiros, aproximadamente 50 milhões têm plano de saúde e, desses, 37%, em torno 18 milhões de pessoas, estão dentro do sistema Unimed. “Não há como falar em saúde no Brasil sem falar da Unimed. O sistema Unimed tem 120 hospitais próprios e 110 mil médicos cooperados. Para conseguir sustentar sua liderança de mercado, possui dois grandes pilares: o médico cooperado e o cliente. Em Chapecó, entregamos para a comunidade um serviço de excelência em saúde que é exemplo para o Brasil. Os médicos cooperados têm à sua disposição alta tecnologia e segurança para trabalhar e os clientes terão a certeza que serão tratados com o que existe de mais moderno”, enalteceu Gugelmin.

02

O presidente da Unimed Chapecó destacou que o novo Hospital é um marco da engenharia, da arquitetura, da tecnologia médico-hospitalar e da qualificação profissional

Ambiente Humanizado

O projeto do novo Hospital Unimed Chapecó está sintonizado com a complexa legislação exigida pela Vigilância Sanitária e pela Anvisa. Tem acessibilidade plena, com sanitários, móveis e espaços adaptados para pessoas com deficiência. Com ambiente amplo, arrojado e moderno, o projeto busca transmitir a ideia de não estar dentro de um hospital. Para isso, aliou o conceito de áreas amplas com o visual de paisagens naturais nas áreas de convívio, humanizando e “aquecendo” o ambiente hospitalar. “Queremos que o paciente e seu familiar se sintam acolhidos”, afirmou o presidente da Unimed Chapecó, Dr. José Pegoraro Foresti.

Atualmente, a Unimed Chapecó possui o único hospital privado cooperativista de alta complexidade do Oeste. “Para que pudéssemos continuar crescendo e contribuindo com a economia de nossa cidade e região, escolhemos ampliar as instalações do Hospital Unimed Chapecó. Trilhamos um caminho árduo, de grandes investimentos de ordem financeira e de grande responsabilidade de gestão”, destacou Foresti.

O presidente da Unimed Chapecó enfatizou que nos 27 anos de cooperativa médica e 21 anos de hospital próprio, foi construído um patrimônio de qualidade e segurança, resultado da execução de boas práticas em gestão organizacional e gestão em saúde, além da qualificação da prestação dos serviços, excelência no atendimento, eficiência nos processos e redução dos custos. “Tudo isso com o intuito de proporcionar uma melhor experiência aos nossos usuários”, acrescentou Foresti.

A Unimed Chapecó emprega diretamente mais de mil colaboradores, gera milhares de empregos indiretos, possui mais de 300 médicos cooperados e atrai para Chapecó anualmente milhares de pessoas que buscam tratamento médico. “O prédio que inauguramos é um marco da engenharia, da arquitetura, da tecnologia médico-hospitalar e da qualificação profissional. É a vitória do trabalho e da fé no cooperativismo, e a coroação de muitos anos de entrega de nossos cooperados”, finalizou Foresti.

Descerramento da placa inaugural

Descerramento da placa inaugural

O Hospital

O novo Hospital Unimed Chapecó está assim dividido: o piso inferior abriga o novo Pronto Atendimento (nível da Rua Barão do Rio Branco), o térreo (nível da Avenida Porto Alegre) e os dois primeiros andares abrigam os setores de Diagnóstico por Imagem. O terceiro e quarto andares serão setores de internação, e o último estará voltado ao setor de Oncologia e Fisioterapia. Destaque para o Pronto Atendimento que passa a operar de uma área de 350 m² para 1380 m². Nos setores de internação há 55 novos leitos, sendo 36 de enfermaria e 19 apartamentos.

A estrutura para exames de imagem está dividida da seguinte forma: primeiro pavimento – dois aparelhos de Ressonância Magnética (sendo uma ressonância três tesla e uma ressonância 1.5), um aparelho de Tomografia de 128 canais, duas salas de Raio X, sala de recuperação pós-anestésica; segundo pavimento – sete salas de ultrassonografia (clínica geral); Clínica da Mulher (quatro aparelhos de ultrassonografia, um aparelho de mamografia e densitometria óssea), Diagnóstico Obstétrico (dois aparelhos de ultrassonografia), Clínica Cardiológica (três salas de ultrassonografia, uma sala de teste ergométrico, uma sala de eletro, uma sala de mapa e Holter); terceiro pavimento – quatro salas de endoscopia/colonoscopia/broncoscopia, 16 leitos de recuperação pós-anestésica, sala de Litotripsia, sala de Urodinâmica, sala de Cistoscopia, Centro de Diagnóstico dos Distúrbios do Sono (2 leitos), sala de EEG, sala de Eletroneuromiografia, sala de função pulmonar e ergoespirometria.

O fluxo de atendimento das pessoas no novo hospital é outro diferencial. Com esperas primárias e secundárias, o objetivo é reduzir a movimentação em determinados setores, redistribuindo as pessoas pelo complexo. Ou seja, promover um fluxo contínuo em toda a nova estrutura, para que o paciente siga sempre em frente, até que se conclua o seu processo de atendimento. Além disso, com o intuito de facilitar a localização das pessoas dentro do hospital, foram utilizadas cores padronizadas que identificam os diferentes setores.

Outro diferencial desse empreendimento é a tecnologia presente no revestimento do chão de toda a estrutura. Importado da Alemanha, o material é uma referência no setor hospitalar. Sua composição possui uma nanotecnologia que conta com uma série de substâncias, especialmente íons de prata, que funcionam como um bactericida, agindo na prevenção de infecções. O piso apresenta ainda uma facilidade na manutenção com adesivos que, por meio de autoadesão, permitem sua reconstituição nos casos de danos, além de ter custo menor para limpeza. A nova edificação também agrega os princípios da sustentabilidade.

Texto e fotos: MB Comunicação

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box