CULTURA E VARIEDADES

Música é tato

y-lagum

Sabe qual é uma das principais magias dos discos físicos? É que, diferente da música na internet, a gente pode tocar, manusear, ler, entender e admirar além do som, as artes das capas. Música é uma expressão que se valida apenas com o envolvimento. Precisamos nos colocar e interagir, por isso uma página de revista serve para estreitar laços e cria uma energia bem mais intensa que a música no aleatório do Spotfy.

PARA VER, OUVIR E SEGUIR Não se deixe enganar pelas letras fáceis da LAGUM. O som é complexo, cheio de camadas e com arranjos muito assertivos! Essa banda de Belo Horizonte apareceu pro mundo no último ano e desde lá tem vivido uma rotina de rockstars. A gente sonha com as gigs de artistas do passado, mas já imaginou como são as turnês com uma banda nos dias de hoje? No canal de YouTube é mostrado um pouquinho dessa rotina. Além de clipes muuuito carismáticos, com historinhas divertidas e efeitos visuais bem inteligentes, programas e gravações exclusivas para a internet. Lagum tem um som suave e, por sua versatilidade musical, agrada do vovô ao jovenzinho… Do moleque de 14 anos ao tiozinho da bodega da esquina.

À BRASILEIRA Se tem uma coisa que aprendemos com o sertanejo universitário foi que o ser humano tem uma ligação forte com a sofrência. É ruim, mas é bom… Sabe? Ouvir uma música daquelas, de “arrastar o chifre no asfalto” num ritmo pop, brega 3.0, com uma voz deliciosamente afinada e com ritmo… Não tem coração que aguente. O meu já foi desmanchado pela DUDA BEAT, e juro, a sensação é a melhor possível. Deixe o seu sentir também, vá ouvir essa bixinha!

É CLÁSSICO! MANU CHAO. O francês mais latino do mundo. Desde o tempo da Mano Negra, banda punk de grande expressão na Europa, Jose-Manuel Thomas Arthur Chao já apresentava sua paixão por vários elementos da música. Símbolo de resistência e anarquia, o cara canta em espanhol, inglês, francês e português e explora a cultura de cada língua. Depois de um bom tempo sumido, agora ele mantém um canal no YouTube bem ativo, com músicas de protesto e a identidade musical que só ele tem. Fica a dica, ouça o “Clandestino” e explore uma pluralidade cultural e musical com boas vibrações e letras inteligentes.

Yago Ourique Um jornalista que toca a vida com ideias malucas, interpretações profundas e no ritmo da boa música.

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box