SAÚDE E BEM-ESTAR

Light Club: Por que consumir leite e derivados?

o-IS-MILK-BAD-FOR-YOU-facebook

Mari Cassol – Médica Endocrinologista, formada pela UFSM, Doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina da USP, pesquisadora, professora universitária e criadora do blog Light Club

O Light Club é um espaço para esclarecermos sobre o paradoxo que é comer e ao mesmo tempo manter o peso saudável! Abordamos temas que envolvem movimento, alimentação equilibrada e pequenas ações que podemos fazer a cada dia para mudar o nosso comportamento. Também vamos explicar como determinadas doenças podem estar relacionadas a uma alimentação inadequada e o que fazer para controlá-las. Há muitas maneiras para criar e manter novos hábitos. Faça parte do Light Club!

Dra. Mari Cassol

Dra. Mari Cassol

No mundo todo as fraturas decorrentes da osteoporose são um importante problema de saúde pública, estando associadas a perdas na qualidade de vida e alto risco de mortalidade. O surgimento da doença depende 70% de fatores genéticos e 30% de fatores ambientais – esses se referem ao sedentarismo, tabagismo, baixa ingestão de cálcio e outros nutrientes, presença de diabetes e uso crônico de benzodiazepinicos. Os fatores ambientais são os que podemos modificar, pois dependem muito do nosso comportamento e nossas escolhas.

O leite pode ser um problema ou uma solução?

A ingestão inadequada de cálcio e a baixa exposição solar, levando à deficiência de vitamina D, podem comprometer a massa óssea e os dentes, principalmente nas fases de crescimento, mas também nos adultos. A deficiência de magnésio também pode prejudicar a remodelação óssea. O consumo de alimentos lácteos, que são as principais fontes biodisponíveis de cálcio, não deve ser desestimulado de forma alguma e, nos casos de comprovada intolerância à lactose, podemos nos valer dos lácteos sem lactose.

No entanto, verifica-se que a maioria de população ingere 1/3 da quantidade recomendada para gênero e faixa etária. Os vegetais verdes escuros também são fonte de cálcio, entretanto, neles o cálcio não é tão biodisponível quantos nos lácteos, devido à presença de fitatos e oxalatos, que reduzem a absorção ou o aproveitamento do cálcio desses alimentos. Peixes também são fontes de cálcio.

Para algumas pessoas o consumo de leite e produtos lácteos deve ser parcialmente ou completamente restringido devido a hipersensibilidade às proteínas do leite de vaca, intolerância à lactose, hipersensibilidade às aminas biogênicas e galactosemia. A versão integral do leite contém ácidos graxos saturados e colesterol, então produtos lácteos desnatados ou nas versões light devem ser preferidos por pessoas com dislipidemias e doenças coronarianas.

ylwomeslpqo-carissa-ganE é conveniente esclarecer que existe uma confusão entre intolerância à lactose (ou hipolactasia) e alergia ao leite (ou hipersensibilidade ao leite). A primeira se refere à incapacidade de digerir a lactose, que representa o “açúcar do leite”, devido à deficiência ou ausência da enzima lactase (ou b-galactosidase). A segunda trata-se de alergia alimentar e é decorrente de uma reação do sistema imunológico a essas proteínas, provocando liberação de substancias inflamatórias. A hipersensibilidade ao leite está relacionada, portanto, com a fração proteica do leite e é uma doença quase que exclusiva dos lactentes e da infância, normalmente desaparecendo entre os três e quatro anos de idade.

Com mais ou com menos leite, mantenha-se em movimento!

O movimento é outro ponto que sempre estará em destaque aqui no Light Club! Os benefícios da atividade física englobam aumento da elasticidade e fortalecimento da musculatura, crescimento da massa muscular, maior amplitude e liberdade de movimento nas articulações, acréscimo da capacidade pulmonar com melhora da oxigenação do organismo, além de baixar a pressão arterial e a glicose. E em se tratando de massa óssea, os exercícios contribuem para o aumento do pico de massa óssea nos jovens e retardam a perda óssea nos adultos e idosos, melhoram o equilíbrio, o padrão da marcha, as reações de proteção e da propriocepção. Além disso, a atividade física valoriza também a autoimagem, melhora a autoconfiança contribuindo de forma ampla para uma melhor qualidade de vida.

Independente da idade, sempre há benefício em começar novos bons hábitos.

apj4nsemkzk-clem-onojeghuo

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box