SAÚDE E BEM-ESTAR

Fica a dica: Relógio do corpo humano

anete-lusina-146150

Baseado na medicina tradicional chinesa, o relógio biológico concilia o uso de plantas medicinais com determinados órgãos do corpo. O recurso indica a hora que parte do organismo está em funcionamento, potencializando os efeitos dos medicamentos naturais no cuidado com a saúde.

A novidade estava exposta em janeiro no Horto de Medicinais, do campo demonstrativo da Cooperalfa. A iniciativa teve a parceria de uma equipe da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Chapecó, coordenada pelo professor de Agronomia, Geraldo Ceni Coelho, que estuda a utilização dessas plantas com a metodologia do Relógio do Corpo Humano.

alisher-sharip-117976O método recomenda tomar de madrugada chás para a vesícula, fígado, pulmão e intestino grosso. De manhã, estômago, baço e pâncreas. Ao meio-dia,coração. À tarde, intestino delgado, bexiga e rins. Para à noite, sistema circulatório, digestivo e respiratório. Esses são os turnos que, segundo a medicina chinesa, os órgãos estão mais ativos e, por isso, a ação das ervas são mais eficazes.

Desde 2016, a Universidade em conjunto com a Cooperativa, identificou mais de 90 espécies de plantas medicinais nativas da região Oeste de Santa Catarina, como pariri, pata de vaca, espinheira santa, cana de macaco, erva de bicho, aroeira vermelha, entre outras.

De acordo com o professor Coelho, um dos objetivos é divulgar o consumo correto, a partir de estudos científicos, assim como eventuais contraindicações e restrições de uso. Essas opções alternativas de remédios à base de plantas medicinais adquirem cada vez mais adeptos. Segundo o Ministério da Saúde, entre 2013 e 2015, a busca por tratamentos com medicamentos fitoterápicos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) cresceu 161%.

*Texto Darlei Lottermann

 

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box