SAÚDE E BEM-ESTAR

Falando De: Dezembro Laranja

sunblock

Mês marca a conscientização e combate ao Câncer de Pele.

O Dezembro Laranja é o movimento da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) para o combate ao câncer de pele. Em 2016, traz como tema “O corpo fala – cuide da sua pele”, visando alertar para os perigos de se expor ao sol sem controle.

O excesso do sol de forma inadequada pode trazer inúmeros prejuízos à saúde, além de ser responsável pelo câncer de maior incidência no Brasil. Segundo o Instituto Brasileiro de Combate ao Câncer (Inca), corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no País e estima-se que mais de 175 mil novos casos apareçam neste ano.

O Dezembro Laranja foi criado a fim de estimular a população na prevenção e no diagnóstico do câncer da pele. Durante um mês inteiro, a SBD realiza ações para lembrar como evitar a doença.
O dermatologista Juliano Grock alerta para simples ações que ajudam a prevenir a incidência do câncer de pele:

sun-icon-8574Evite a exposição ao sol entre às 10h e às 16h. Nesse horário a radiação Ultravioleta que incide sobre a Terra é muito alta e, além de favorecer o surgimento de manchas e envelhecimento precoce, é o maior estímulo para o desenvolvimento do câncer de pele.

sun-icon-8574Crie o hábito de usar filtro solar diariamente, de preferência pela manhã e reaplicando à tarde. E quando se expuser ao sol, reaplique a cada duas horas. Se o seu trabalho exige se expor diretamente ao sol, complemente com chapéus de abas largas e camisas de mangas longas. E não se esqueça dos óculos de sol!

sun-icon-8574Habitue seus filhos ao uso do filtro solar da mesma maneira que fizer quanto à escovação dos dentes. Dos seis meses até os dois anos de idade, prefira filtros infantis próprios e hipoalergênicos. Antes dos seis meses, como a pele do bebê é muito delicada, o ideal é evitar a exposição direta à radiação solar. Lembre-se que uma grande parte das lesões de pele que surgem na idade adulta é causada pelo dano solar acumulado na época da infância e adolescência.

sun-icon-8574De tempos em tempos procure se observar no espelho sem roupa, examinando principalmente as áreas da pele onde houve maior exposição ao sol. Desconfie de feridas em áreas expostas, que não cicatrizam, ou lesões elevadas e brilhosas, de crescimento lento, que por vezes coçam ou mesmo sangram frente a pequenos traumas. E, finalmente, fique atento a pintas escuras, que não existiam ou que já existiam, mas que passaram a crescer, ter bordas irregulares ou múltiplas cores. Na dúvida, procure um dermatologista.

 

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box