SAÚDE E BEM-ESTAR

Estética médica facial

stefan-stefancik-1203044-unsplash

Os números que comprovam a apropriação da beleza pelo mercado são impressionantes. As indústrias de cosméticos, alimentos dietéticos e produtos médicos estéticos estão entre os que mais crescem em todo o mundo. O Brasil é o segundo país do mundo em números de cirurgias plásticas e procedimentos estéticos. Vários aspectos se relacionam a essa mudança de percepção sobre a intervenção estética. A aparência física passa a ter nova conotação, em que os padrões de beleza são determinados pelo interesse econômico e pele apelo midiático.

A face, mais do que nunca, ganha importância na área de estética médica, afinal, o rosto é utilizado como meio de interação com o mundo por meio da comunicação, visão, sobrevivência por meio da alimentação e, sobretudo, como identidade. A área dos olhos estabelece grande importância na memória emocional das pessoas. A diferentes linhas faciais podem transmitir desde controle a instabilidade, poder ou doçura, conservadorismo a romantismo, autoconfiança a insegurança.

As mulheres e os homens utilizam o sistema de comunicação do rosto humano de forma diferente. As mulheres, em comparação aos homens, preferem vivenciar mais intensamente as emoções e são mais astutas na sua identificação. Por isso, os homens tendem a ter linhas faciais mais retas, lábios mais finos e queixos mais largos, as mulheres rostos mais triangulares – triângulo invertido, linhas mais curvas e lábios mais marcados.

O procedimento estético médico não cirúrgico mais realizado no mundo é a aplicação de Toxina Botulínica e o Brasil fica em terceiro lugar, atrás apenas dos EUA e da China. O procedimento é utilizado para a realização de harmonização facial, No qual o médico utiliza tanto a Toxina Botulínica como preenchedores a base de Ácido Hialurônico para realçar alguns aspectos positivos face de cada pessoa e prevenir o envelhecimento facial, por meio do efeito de lifting facial não cirúrgico. A ideia é buscar uma face mais bela, com aspecto mais jovem, sem perder as características individuais, preservando a função de cada área tratada, já que um procedimento mal executado pode afetar as funções de comunicação, fala, mastigação, sorriso e abertura dos olhos.

cihan-soysakal-1134579-unsplash

Mas afinal. O que é uma face bela?

Essa é uma questão fundamental que já foi debatida tanto por filósofos, bem como, por artistas plásticos e cirurgiões. O princípio da beleza inclui harmonia e equilíbrio entre as diferentes áreas que, em conjunto, formam a face. Já se estudou a proporção áurea da face e já se tentou definir o que seria a face mais bela ou até mesmo a face mais atraente e até hoje não se obteve uma resposta concreta.

Os padrões de beleza variam de acordo com a época, gênero, etnia e geração – face mais jovem e face mais envelhecida. Portanto, o profissional que atua nessa área deve estar atento aos diversos padrões para atuar com discernimento de acordo com a variedade de perspectivas que se colocam à sua frente, entendendo e interpretando a dinâmica das tendências de beleza. O médico precisa entender e analisar sob diferente perspectiva de beleza, levando em conta todos os fatores descritos.

Deizi Schwengber Médica CRM / SC 24792

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box