GERAL

Cuide bem do seu melhor amigo

IMG_4243

Ao viver confinados em pequenos espaços, alguns cães podem apresentar problemas de comportamento. É importante saber como lidar com esta situação, para melhorar a qualidade de vida do pet e de toda a família.

Há no Brasil cerca de 132 milhões de pets, dentre eles, 52,2 milhões são cães. Você mesmo pode fazer parte dessa grande parcela de humanos com amigos caninos. E a maneira como trata o seu bichinho faz toda a diferença para o comportamento dele em casa ou interagindo com outras pessoas e animais.

IMG_4236Se ele é ciumento, agressivo, apático ou apenas não mede a sua força quando brinca com crianças, isso tudo pode ser trabalhado para melhorar a convivência com o cão. “Ao adotar um cão, o tutor deve incentivar a interação dele com outros animais, para que ele possa também se divertir e brincar com outros amigos”, afirma Lucia Helena Franco, especialista em comportamento canino.

IMG_4293

A médica veterinária é proprietária da Escola de Adestramento para Cães Dog Show e já teve que lidar com muitos cachorros com problemas de comportamento. “Muitas vezes, para nós, o comportamento do cão é um problema, como quando destroem objetos, roem móveis e fazem buracos, mas estes são considerados comportamentos normais para os cães. O problema está no excesso de energia que eles possuem, especialmente os filhotes, o qual não é direcionado de forma adequada. Atendemos todos os meses vários tutores de cães com este tipo de reclamação e, quando passamos a canalizar a energia destes animais para caminhadas, brincadeiras, recreação com outros cães, treino de comandos, roer ossos e brincar com brinquedos interativos, estes ‘problemas’ desaparecem. O cão consegue, desta maneira, expressar seus comportamentos naturais, sem causar transtornos para sua família humana e o convívio se torna mais harmônico e feliz”, conta.

IMG_4126Este é um dos serviços oferecidos na Dog Show. Através de recreação com outros “colegas”, o cão desenvolve o gosto por companhias diferentes, gasta energia e se torna mais calmo e amoroso. “Fazemos atividades esportivas e aulas de obediência, se necessário. E claro, depende também de como os tutores irão agir depois, em casa. A disciplina serve para ambos os lados. Sugerimos redirecionar a energia do cão para brinquedos interativos e educacionais, mas precisa haver um esforço das duas partes as partes”, explica Lucia.

A indicação da recreação é principalmente para animais que vivem em apartamentos, mas pode ser estendida a qualquer um. E caso o tutor não disponha de tempo para levar seu amigo até a Escola, a Dog Show possui serviço de transporte, buscando onde precisar.

IMG_4171

 

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box