GERAL

Cozinha, o coração da casa

naomi-hebert-188443-unsplash

Por Carolina Rubin

É cada vez mais comum que espaços residenciais reflitam um modo de vida contemporâneo, seguindo padrões e rotinas diárias, marcados pela funcionalidade e versatilidade. Não é diferente com a cozinha, que reapareceu há algum tempo como cômodo social, espaço de integração entre familiares amigo, e claro, uma boa refeição. Por isso criar esse espaço é muito mais do que inserir armários e eletrodomésticos, é preciso harmonizar o ambiente e pensar nas escolhas certas. Confira algumas dicas:

LAYOUT É o principal estudo realizado para que o fluxo da cozinha funcione. Temos três zonas principais que devem seguir o padrão triângulo de trabalho. Primeiro, o armazenamento que seria a geladeira, segundo a lavagem que seria a pia e por fim a cocção que seria o fogão e fornos. É preciso seguir esse padrão podendo ser adaptado para várias cozinhas. Dica extra > Nunca deixe o fogão muito próximo à parede, ele pode dificultar o uso com panelas maiores; deixe um espaço e abuse da criatividade criando, por exemplo, um porta temperos.

ELETRODOMÉSTICOS Em plantas mais compactas, para otimizar os espaços, o uso de eletrodomésticos de embutir predomina, porém devemos cuidar para que sejam dimensionados conforme a necessidade, a exemplo das coifas e depuradores que possuem um cálculo para dimensionar tamanho e modelo. Por uma questão de ergonomia separamos o tradicional fogão e utilizamos o cooktop e a torre de fornos. Atente as alturas mínimas, onde o eixo microondas deve estar entre 1,30 a 1,50m do chão e o forno elétrico 0,90 a 0,97 do chão. Dica extra > Nunca deixa a geladeira e torre de fornos lado a lado, isso aumenta o consumo energético da geladeira em até 20%.

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box