CULTURA E VARIEDADES

A arte de Digo Cardoso

IMG_3085

Histórias contadas pelos muros da cidade

As chamadas intervenções urbanas são comumente encontradas em grandes centros, e há algum tempo vêm colorindo também as ruas de Chapecó. Uma das assinaturas costumeiras nas paredes chapecoenses é do Rodrigo “Digo” Cardoso. O artista estuda graffiti desde 2001 e há cerca de oito anos trabalha com esses elementos. “Para ser mesmo considerado graffiti, ele deve ser subversivo. A partir do momento que eu peço autorização, ele passa a ser um mural feito com a estética e as técnicas do graffiti”, explica Digo. Com uma estética própria e cores brilhantes, é fácil identificar seus desenhos pelas ruas. O artista elenca três pilares básicos para nortear o seu trabalho: o surreal – através do lúdico –, estampas e seus filhos. “Eles movimentam as minhas criações”. E é através dessas criações que ele tece uma rede de conexões com várias pessoas, mesmo sem conhecê-las. “Trabalhando na rua você tem mais liberdade e também o feedbacak dos outros.

Já teve gente que passou e falou mal, mas até isso é legal. Provocou uma reação”, conta o artista. Ao longo dos anos, oportunidades surgiram para trabalhar com agências de propaganda, empresas e participar de festivais internacionais. Cada vez mais reconhecido e requisitado, foi chamado diversas vezes por escolas, universidades e prefeituras para ministrar oficinas de grafitagem para jovens e adultos. “Quero que surjam novos talentos. A minha esperança é que pelo menos um de cada local se interesse um pouco mais e vá atrás de desenvolver as habilidades”

Sobre o autor

Flash Vip

Flash Vip

Revista catarinense com foco em cultura, comportamento, variedades e o que mais for pautado pelo cotidiano.

Deixe seu comentário

Gestor Box